Vacina nacional ou importada? Qual escolher

Você sabe como optar pelo melhor produto para o seu melhor amigo? A vacina nacional ou importada?

Qual escolher é uma dúvida muito comum dos cuidadores, até porque, na maioria das vezes, não se tem a oportunidade de optar por uma delas, uma vez que é o veterinário da clínica onde o animal é vacinado que define qual será usada.

Clique aqui e Descubra Os Terríveis Segredos Da Bilionária Indústria De Ração Para Cachorros — Eles Gastam Milhões Para Garantir Que Você Nunca Descubra A Verdade

Além disso, o tema é bastante polêmico e, em muitos casos, existe falta de informação, motivadas, geralmente, pelas próprias indústrias de remédios e outros segmentos.

De qualquer forma, vale ressaltar que especialistas afirmam que não existe uma diferença propriamente dita entre as vacinas nacionais e as importadas.

Vacina nacional ou importada Qual escolher

Costuma-se dizer que as nacionais são de qualidade inferior se comparadas às nacionais e, pode realmente existir alguma marca nacional que não seja tão boa como uma importada.

Porém, não se pode generalizar e dizer que todas as nacionais sejam ruins. É um equívoco pensar somente isso, perante a complexidade do tema.

Além de nacional e importada, as vacinas costumam receber o nome de éticas ou profissionais e não ética ou não profissionais.

Aqui sim, temos uma diferença. Em geral, as éticas e profissionais são aquelas que apenas os veterinários podem comprar, digamos que sejam mais seguras, já que o profissional que vacina o seu animal coloca a sua assinatura na carteirinha de vacinas do seu bicho de estimação.

Isso acontece por que existe um acordo comercial realizado pelos médicos veterinários e os fabricantes e distribuidores das vacinas de que apenas os profissionais da área é que podem adquirir essas vacinas e muitas delas são importadas.

Porém, não é uma lei e sim um acordo e, por isso, pode haver exceções.

Já os proprietários de agropecuárias, em tese, não têm acesso a essas vacinas e, por isso, conseguem comprar somente as não profissionais, que podem ser de qualidade questionável.

Nesse caso, as vacinas são chamadas de vacinas de venda livre, uma vez que qualquer pessoa pode adquiri-las.

Vacina nacional ou importada: o que mais levar em consideração

Vacina nacional ou importada Qual escolher

Existe ainda outra questão importante quanto ao fato de escolher a vacina para o seu cão.

Quando ela é comprada em uma agropecuária e aplicada por um funcionário do estabelecimento ou pelo próprio cuidador do cachorro as chances da vacina não permanecer nas melhores condições de refrigeração e armazenamento são maiores.

Já no consultório do veterinário espera-se que ele tenha o ambiente ideal para armazenar as vacinas e saiba exatamente como aplicá-las.

Além disso, as idas periódicas ao veterinário são importantes para avaliar a saúde do seu melhor amigo.

Dessa forma, o recomendado é que a ida ao veterinário para fazer a vacina coincida com a sua revisão e, assim, o profissional vai fazer um exame clínico no seu cão, inclusive, verificar se ele não está com nenhum problema de saúde.

“Clique aqui e Descubra Como Aumentar a Expectativa de VIDA do Seu Cachorro em Até 8.3 Anos a Mais que a Média Esperada”

Em alguns casos, se ele apresentar alguns sintomas não é indicado fazer a vacina até que o cachorro não esteja melhor.

Como é o caso de quando ele estiver gripado, com diarreia ou febre. Se o recomendado não for seguido, pode comprometer ainda mais a saúde do seu cão.

Quando o pet não passa por esse procedimento, uma vacina pode causar problemas maiores e, por isso, da importância de um médico veterinário realizar a vacina em seu melhor amigo.

Mais informações sobre vacinas importadas e nacionais

Vacina nacional ou importada Qual escolher

Por outro lado, não se pode negar que para muitas pessoas que não possuem condições financeiras pode ficar difícil, todos os anos, levar o seu cachorro a um profissional.

Leia nosso artigo: 4 motivos para manter as vacinas do cachorro em dia

Além disso, existem pessoas que cuidam de muitos cães e só o fazem porque conseguem ajuda de outras pessoas preocupadas com a causa animal.

Nesses casos, em que as vacinas mais baratas são a única opção, é preciso buscar marcas que sejam mais confiáveis.

Converse com pessoas próximas, todo mundo que possui animais de estimação tem uma opinião ou experiência para compartilhar.

Além disso, é importante confiar no estabelecimento onde você vacina o seu animal e se você mesmo fazê-lo é de extrema importância que se informe sobre todos os procedimentos necessários para realizar a vacinação da forma mais segura possível.

Em muitas cidades, existem entidades e mesmo grupos de pessoas que realizam ações em prol dos animais.

Com eles você pode conseguir informações, dicas e mesmo conseguir consultas mais acessíveis financeiramente com veterinários que realizam trabalho voluntário.

Também é essencial saber quais são as vacinas que o seu cão precisa, qual a frequência de cada uma delas, o que pode variar conforme a idade do animal e o seu histórico de saúde.

Afirma-se ainda que existem vacinas nacionais que não possuem a quantidade de anticorpos necessários para imunizar os cachorros de todos as doenças que eles estão suscetíveis.

Em decorrência disso, há muitos relatos de pessoas que vacinaram os seus melhores amigos com as vacinas de venda livre e mesmo assim os animais ficaram doentes.

De qualquer forma e dependendo da realidade de cada pessoa é preciso ter em mente que a informação é sempre a melhor forma de manter a segurança do seu animal.

Embora as pesquisas na internet não substituam uma visita ao profissional, e isso se refere as mais diversas áreas, é possível encontrar muita informação, relatos, etc, o que vai ajudar em parte a avaliar o que é melhor para a saúde do seu melhor amigo.

Vacina nacional ou importada? Qual escolher
3.9 (78.82%) 34 votes