7 Dicas para limpar seu cão muito bem

Os cães não têm necessidade de tomar tantos banhos quanto nós, humanos, tomamos.

Porém, é recomendável que ele seja higienizado periodicamente para manter a saúde e, é claro, o cheirinho que fica bem ruim com o passar dos dias… hehe

Mas o banho dos peludos não segue os mesmos critérios que o banho dos humanos, afinal eles têm outras necessidades e características físicas que pedem cuidados especiais. Vamos ver quais são?

7 Dicas para limpar seu cão

7 Dicas para limpar seu cão muito bem

1.Banho

Embora seja importante dar banho nos cachorros, isso não deve ser feito em excesso e, por isso, o ideal é lavar todo o pet apenas quando ele estiver realmente sujo.

Caso contrário, é possível que perca a oleosidade natural da pele, o que não é nada bom para a sua saúde.

Além disso, a frequência dos banhos varia conforme o ambiente em que ele fica a maior parte do tempo e mesmo a sua raça.

Já na hora do banho em si, o melhor é que a água esteja morna, sendo importante enxaguá-lo bem depois de passar o xampu e o condicionador (próprio para cães, já que a pele e pelos são mais sensíveis), a fim de eliminar qualquer resíduo dos produtos.

Outro cuidado é na proteção dos ouvidos e olhos para que não entre água nem os produtos de higiene, sendo possível usar algodão parafinado nas orelhas para não molharem, o que pode provocar inflamações.

Ao final do banho é importante secá-lo bem, sendo que os dias e horários mais quentes são os melhores para banhar o seu cão.

2. Olhos

Quando houver secreções nos olhos do seu cachorro elas podem ser retiradas com um algodão embebido em água morna ou mesmo soro fisiológico, o qual pode ser ainda passado com delicadeza ao redor dos olhos para remover manchas que aparecem na pelagem.

Além disso, para saber se os olhos do seu pet estão saudáveis basta avaliar se estão brilhantes e se o branco dos olhos realmente está branco.

3. Orelhas

7 Dicas para limpar seu cão muito bem

Aqui é preciso ter um cuidado especial, pois as inflamações de ouvido em cachorros são comuns.

Dessa forma, o melhor jeito de higienizar as orelhas é limpá-las a cada 15 dias e com mais frequência somente se o cão estiver com uma propensão a problemas de ouvido.

Nessa hora, é preciso olhar dentro da cavidade da orelha, em busca de arranhões, sujeira, secreções e parasitas.

Esses últimos, aliás, podem ser identificados quando existe muita cera escura e odor ruim.

Já se for encontrado pus nos ouvidos é possivelmente um sinal de infecção. Outra forma de identificar algum problema é que os cães esfregam as orelhas com a pata e chacoalham a cabeça.

Também é preciso cheirar as orelhas para certificar-se de que não há odor desagradável. Na hora de limpar, o melhor é usar também uma bola de algodão, porém, com um pouco de óleo mineral.

O algodão não deve entrar muito nos ouvidos, o que pode machucar, assim, higiene apenas a beirada da cavidade do ouvido. Por fim, mantenha sempre bem secos os ouvidos do seu melhor amigo.

4. Boca

7 Dicas para limpar seu cão muito bem

O ideal é que os dentes do cão sejam escovados todos os dias, o que certamente vai evitar problemas dentários no futuro, principalmente, devido ao acúmulo de tártaro.

Para tanto, existem cremes dentais próprios para cachorros, porém, como nem sempre a tarefa pode ser fácil, pois eles possuem 10 dentes a mais do que os humanos, procure transformara escovação em uma brincadeira.

Você pode começar deixando que ele experimente o produto no primeiro dia.

Também coloque a pasta no dedo e deixe que o seu cão a cheire e a lamba. No dia seguinte, passe um pouco apenas nos dentes do cachorro, para que comece e a se familiarizar com o produto, o que pode levar alguns dias.

Na sequência, use a escova própria para cães ou mesmo um pedaço de gaze no dedo. A alimentação adequada para o seu pet também ajuda na higiene da boca.

5. Unhas

7 Dicas para limpar seu cão muito bem

Outra das dicas de limpeza de cachorros geral é quanto ao corte das unhas, que deve ser feito com alguma periodicidade.

O melhor é que elas sejam cortadas quando você perceber que o seu cão está com elas raspando no chão, sendo que além de atrapalhá-lo pode causar inflamações.

Existem tesouras próprias para cortar as unhas dos cães, sendo que é preciso muito cuidado nessa hora para não cortar demais, no chamado sabugo da unha.

Caso fique com dúvidas sobre o corte, peça que um profissional qualificado faça isso, o que você pode aprender com ele para as próximas vezes.

6. Pelos

Escovar os pelos não serve apenas para deixar o cão mais bonito, bem como para retirar possíveis parasitas que estejam em sua pelagem, como carrapatos e pulgas, além de pelos soltos e sujeiras.

A escovação também é benéfica porque promove a irrigação sanguínea, o que favorece a saúde dos pelos.

Quanto à frequência, cachorros com pelo longo podem ser escovados todos os dias e os cães de pelo curto podem receber a escova uma vez por semana.

O ideal é que a escovação seja feita no sentido do crescimento dos pelos. Quanto às tosas, as raças com pelo longo pedem cortes frequentes, sendo que para isso o melhor é levá-los ao petshop especializado.

7. Glândula anal

Na região do ânus, os cachorros possuem glândulas que podem inflamar, é esse o motivo que pode fazer com que eles esfreguem o local no chão.

O melhor é buscar ajuda veterinária, sendo que elas devem ser esvaziadas por meio de compressão para que uma substância saia, caracterizada pelo cheiro fétido e cor amarelada.

Com esse guia você vai deixar seu amigo de quatro patas muito mais cheirosinho e saudável. Depois me mande uma foto do seu cão limpinho!

7 Dicas para limpar seu cão muito bem
4.1 (81.11%) 18 votes